Noivado em Paris

Durante a nossa viagem pelo Europa, no início desse ano, o Rafa me pediu em casamento. O pedido aconteceu ao lado das pirâmides do Louvre e foi muito lindo.

Vou contar para vocês um pouquinho desse sonho…

Quando começamos a falar em casamento, vinha a dúvida de quando deveríamos noivar. Quanto tempo antes do casamento? Como fazer o pedido? Devemos fazer uma festa??? Então a gente começou a brincar que só iríamos noivar se fosse em Paris. Brincadeira porque, nesta época, não tínhamos a menor previsão de ir para a Europa. Era apenas sonho.

Acabamos marcando a data do casamento, fechamos com salão, fotógrafo e… NADA de noivado.

Então, na metade do ano passado, uma amiga nossa que tem uma agência de viagens (beijos, Nath) veio nos tentar com passagens bem baratas para a Europa. Ficamos muito em dúvida, afinal, temos um casamento que vai nos tomar uma boa grana pela frente. Fizemos as contas (ligamos o fd-se) e resolvemos ir viajar. Eu não conhecia a Europa e sonhava com isso há muito tempo. Ou a gente iria agora (que ainda temos tempo para guardar dinheiro antes do casamento), ou então só depois no aniversário de casamento.

Com a viagem pela frente, fomos atrás de realizar o sonho do noivado em Paris. A cidade luz seria o nosso principal destino. Precisávamos, então, das alianças. Procurei, procurei, procurei por modelos na internet e nas joalherias da cidade. Experimentamos várias alianças lindíssimas e que custariam um rim. Me apaixonei por algumas cravejadas de brilhantes com o preço de um carro semi-novo que até me desanimaram um pouco. Até que encontrei no Pinterest um modelo que mexeu comigo. Simples, meigo e romântico. ❤

 

Alianças Pinterest

O Rafa escolheu o modelo e a largura das alianças e a minha única exigência era de que tivesse o coraçãozinho vazado. O único problema é que nenhuma joalheria tinha aquele modelo. Pensando bem, isso é até bom, porque torna nossas alianças exclusivas. Acabamos encontrando aqui em Gravataí, na loja de um amigo dos meus pais. Ele trabalha com um ourives que poderia fazer as jóias exatamente como queríamos. E ainda por um precinho camarada.

Aliança coração

Então, já tínhamos as alianças e o destino para o noivado. Agora era a função do Rafa de pensar no lugar e me surpreender. Paris foi o penúltimo destino da nossa viagem e eu estava tão embasbacada com os lugares que estava conhecendo que na verdade até esqueci que iria noivar em algum momento.

O pedido me pegou de surpresa. Era o nosso terceiro dia em Paris e  estávamos passeando um pouco sem rumo pela parte exterior do Museu do Louvre, ao lado das Pirâmides. Ele me abraçou e me disse que sabia há muito tempo que seria ali onde ele iria me pedir em casamento. Se ajoelhou e colocou a aliança mais linda no meu dedo. ❤

ALianças Carol e Rafa

E vocês, meninas, sonham com algum pedido de casamento especial?

Beijinhos

Escrito por Carol

Outras 10 coisas para fazer em Gramado/Canela (RS)

Último post da “trilogia” 10 Coisas para Fazer em Gramado/Canela. Esse vem com dica bônus para as meninas!!

Perdeu os anteriores?

1. Passear na Aldeia do Papai Noel

Lá na Aldeia do Papai Noel, dentre outras atrações, tem rena de verdade, trenó voador, casa do papai noel, fábrica de brinquedos e praça com neve. Lugar incrível para levar as crianças!

aldeia do papai noel

2. Comer Fondue

Essa é sem dúvida minha maior motivação para subir a serra. Fondue combina tanto com Gramado e vice-versa que eu sinceramente não entendo como alguém tem coragem de abrir um restaurante de Sushi por lá.

fondue

SAM_2415

O Le Chalet de La Fondue é uma das casas mais tradicionais de fondue em Gramado.

3. Visitar o Parque de Lavandas.

O Le Jardin tem um atrativo mega especial, fora dos padrões de Gramado: é GRÁTIS!! 😀

De outubro a dezembro é época de floração, portanto o parque fica mais bonito, mas é possível vermos lavandas em todos os meses do ano. Além de um grande jardim de lavandas, lá podemos visitar estufas e adquirir os mais diversos produtos derivados ou inspirados na lavanda, como cosméticos e artigos decorativos.

DSC_0117

parque de lavandas

4. Admirar relógios-cuco nas lojas Kukos

Sério, você precisa entrar nessa loja. Não tem como não se encantar com aquelas paredes lotadinhas de relógios-cuco esculpidos à mão, importados da região da Floresta Negra, na Alemanha. Sim, são caríssimos, mas nada nos impede de admirá-los, né? Além deles, as lojas são recheadas de artigos decorativos incríveis.

cucos

Tem Kukos tanto em Gramado como em Canela, mas quem for subir por Nova Petrópolis, procure a loja de lá, que é a maior e tem esse pórtico querido na entrada.

kukos gramado

5. Brincar na Neve do Snowland

No Snowland tem neve o ano inteiro, com pista de esqui e snowboard. A Carol contou em detalhes no post Diversão na Neve (e no Brasil).

snowland

6. Fotografar no Mini Mundo

O Mini Mundo é um museu a céu aberto, que reproduz diversas construções. Encantador, especialmente se estiver com crianças. Para os mais grandinhos, sugiro observarem os detalhes.

mini mundodetalhes mini mundo

7. Conhecer a Pizzaria Temática da Bruxa ou a do Pirata Cara de Mau.

Se você for passar apenas uma noite em Gramado/Canela, vá comer um fondue. Mas se o passeio for mais longo, ou se estiver com crianças, não deixe de conhecer a pizzaria Cara de Mau, em Gramado, ou a Toca da Bruxa, em Canela. Ambas são temáticas, e até os garçons entram no clima, além de servirem pizzas ótimas.

pizzaria cara de mau

Pizzaria Cara de Mau – Gramado

O que os outros rodízios costumam chamar de pizza de 7 queijos, no navio do pirata chamam de sete mares. Dentre muitos sabores, os garçons cara de mau servem:
* Águas Misteriosas: espinafre, tomate fatiado e temper cheese
* Barba Negra: calabresa moída, tomate, milho e catupity
* Baú da Morte: linguiça italiana e alho poró

toca da bruxa

Pizzaria Toca da Bruxa – Canela

Lá na toca da bruxa algumas das minhas favoritas são: sinistra, futriqueira, venenosa, remelenta, vampiresca, mequetrefe e azarenta. 😉

8. Andar de pedalinho no Lago Negro.

Taí uma opção que não é nenhuma novidade, mas nunca sai de moda. Desde que Gramado é Gramado, lá estão os românticos pedalinhos, cercados por uma paisagem exuberante. Programa ideal para um dia de sol.

DSC_0151

No Outono

Na Primavera

9. Tirar uma foto de época

Nunca tirei uma foto à moda antiga, porque sempre achei caro. Hoje em dia anda mais acessível, custa em torno de 20, 25 dilmas uma foto com vestuário, cenário, acessórios. Existem diversos pontos para você fazer o seu registro em Gramado e Canela, como dentro do Mundo a Vapor. O mais perto que cheguei de uma foto de época foi essa aí, mas não paguei por ela, nós fizemos com um tripé, num galpão de uma casa de produtos coloniais. Um dia desses quero ir com a turma completa e fazer aquela foto oficial de família imigrante. Se você tiver uma nos manda por e-mail que eu coloco aqui no post! 😀

2

10. Encher a barriga num Café Colonial

Sentar em uma mesa de café colonial da serra é mais do que uma refeição, é uma experiência. No Bela Vista, o 1º café colonial do Brasil, são mais de 80 quitutes para você experimentar. É de sair torto, e não querer comer por 2 dias.

Há quem ache que os cafés coloniais mais tradicionais de Gramado e Canela andam meio industrializados. Quem for fazer um tour maior, lá nas bandas do templo budista existe o Café das Fadas com um gostinho mais caseiro.

Dica Bônus!

Não tem uma vez que eu suba a serra e não pare na Galeria do Imigrante, em Nova Petrópolis, para ver as novidades da Sensuél. Sim, o nome é brega, mas as malhas deles são lindas e de excelente qualidade. Tenho blusões de 2, 6, 10 anos que ainda não pegaram nenhuma bolinha. Acho que 80% dos meus looks de inverno componho com peças de lá, gosto muito mesmo. Lá em cima, na foto do Mini Mundo, aquela malha brilhosa é Sensuél!

A marca cresceu bastante nos últimos tempos, só em Nova Petrópolis já são 5 lojas!

sensuel

Eles tem diversos trabalhados diferentes. Para vocês terem uma ideia, tem lã trançada para pular da ponte, malha com aplicações para fazer fotos forjadas com livro de culinária e até blusão com pelinhos para selfie no espelho com cara de tonta! Demais!

malhas sensuel

Agora me contem: o que mais gostam de fazer em Gramado e Canela?

Escrito por Natali

Mais 10 coisas para fazer em Gramado/Canela (RS).  

E daí gurias, já pensaram quanta coisa boa ficou de fora no post 10 Coisas para fazer em Gramado/Canela? Então aí vão mais 10 sugestões!

1. Visitar o Museu da Moda

A entrada é meio salgada (pagamos 50 dilmas por cabeça), mas a estrutura do Museu da Moda é bem bacana mesmo, e o acervo é de primeira. A proposta é contar 4.000 anos da história da humanidade através da indumentária feminina. São 23 vitrines temáticas, desde as vestimentas de linho da Roma Antiga aos looks de grandes divas do cinema, como aquele vestidinho branco sacana que a Marilyn gostou de esvoaçar no ventinho. Ao longo dos corredores a música vai criando o clima histórico, e as descrições dos modelos, tecidos e acessórios utilizados são uma interessante aula sobre a história da moda. No dia que visitamos não vimos nenhuma outra viva alma nos corredores, o que me provocou um incontrolável desejo de levar todos os modelitos da belle époque pra casa, ou então uma túnica grega para estudar filosofia com estilo. Mas o Rodolfo me prometeu uma foto patética com peruca se eu me comportasse:

museu da moda

2. Conhecer as Igrejas de Gramado e Canela

Na ordem das fotos, a Igreja São Pedro (1943) fica bem no centro de Gramado, praticamente de frente para a rua coberta; cerca de 78 mil pedras basálticas da região foram utilizadas na construção. No seu jardim, 12 estátuas representam os apóstolos em tamanho real. A segunda é luterana, e ficou conhecida como Igreja do Relógio; na época de hortênsias ela vira cartão postal da cidade. A terceira é a famosa e imponente Catedral de Pedra (1937); construída em estilo gótico inglês e cercada por um jardim sempre bem cuidado, é um dos principais pontos turísticos de Canela. A Catedral foi eleita uma das 7 Maravilhas do Brasil em 2010, e desde então fica ainda mais deslumbrante à noite, pois ganhou um sistema de iluminação incrível.

igrejas gramado canela

3. Dirigir uma Ferrari no Super Carros

Ferrari, Porsche, Lamborghini, Rolls Royce e outros astros do universo automotivo podem ser vistos de perto e até pilotados pelas ruas de Gramado. Cada carro tem um custo, e eu achei tudo muito caro, mas né, não posso dizer que sou uma grande admiradora de carros. O que posso afirmar é que não tem uma vez que eu passe pela frente e o Super Carros não esteja bombando.

super carros

4. Conhecer muitos lugares em Algum Lugar

“Algum Lugar” é uma atração nova, inaugurada no ano passado. O parque lembra um pouco o Mini Mundo, repleto de reproduções de monumentos em miniatura, mas indoor. Cristo Redentor, Pirâmides, Torre Eiffel e Muralha da China são algumas das maravilhas que você vai encontrar por lá.

algum lugar gramado

5. Sentir-se ryca em uma mina de pedras preciosas

Alguém falou em pedras preciosas? Eu vou, eu vou, parara-tim-bum, parara-tim-bum…

O parque A Mina fica a 2km do pórtico de Gramado, sentido Nova Petrópolis. Lá existe um túnel cravejado de pedras preciosas, especialmente a ametista, além de um acervo de mais de 800 peças e uma lojinha.

a mina gramado

6. Sentar nos pelegos da Rua Coberta em um dia de inverno

Meu subconsciente sempre achou que só os ricos e famosos podiam sentar nas cadeiras com pelegos da Rua Coberta, por isso levei muito tempo para colocar isso em prática, mas os cardápios ali não são mais assustadores ($) que os outros da cidade. E é tão quentinho e fofinho que não dá vontade de ir embora.  Antigamente eram raros, mas hoje os pelegos estão por todo lado.

pelegos rua coberta

A delícia ali na foto é um Fondue na taça com morango, banana e sorvete, da Caracol Gourmet. Vale cada caloria!

7. Conhecer o Mundo a Vapor

A fachada do Mundo a Vapor reproduz um famoso acidente ferroviário ocorrido em Paris, em 1895. Lá dentro você volta ao tempo em que o mundo era movido a vapor. Dentre outras atividades, é possível observar a menor fábrica de papel do mundo (que faz papel na hora e você pode levar de recordação), uma siderúrgica, uma olaria, moinhos de vento, tudo em versão mini. As crianças costumam gostar do passeio de trenzinho, incluso no valor do ingresso.

mundo a vapor

8. Visitar lojas e fábricas de chocolate

Elas estão espalhadas pela região, e cada fábrica quer fazer uma loja mais incrível que a outra. A Caracol tem um castelo chamado O Reino do Chocolate, lá você passa por uma pequena fábrica e conhece a história do chocolate. O final do passeio claro que é dentro de uma loja incrível da Caracol. O custo do ingresso pode ser revertido em compras na loja. Se estiver com crianças, sugiro também conhecer o Parque Terra Mágica Florybal, eles tem uma cascata de chocolate logo na entrada do parque, com 3 toneladas de um delicioso chocolate em movimento que, sim, você pode provar. Dá vontade de ficar por ali. O parque tem várias atrações para os pequenos, e oferecem até voo de pterodáctilo (se alguém descobrir a relação entre pterodáctilo e chocolate, favor deixar nos comentários).

lojas chocolate gramado

Recentemente um novo parque dedicado ao chocolate foi inaugurado no centro de Gramado. O Mundo do Chocolate é dividido em países, com seus respectivos monumentos turísticos feitos inteiramente de chocolate. Escultores profissionais de chocolate moldaram esculturas de até 4 metros. Parece que o chocolate lá dentro totaliza 20 toneladas. Sonho da minha vida: ficar presa lá dentro por uma noite.

mundo do chocolate gramado

9. Ver carros antigos no Hollywood Dream Cars e motos raras no Harley Motor Show

O Hollywood Dream Cars é um museu de automóveis clássicos. Não entendo muito de carros, mas num daqueles se eu dissesse que peguei o Elvis Presley vocês acreditariam. Passeio imperdível para os amantes de automóveis.

hollywood dream cars

O Harley Motor Show é um bar-museu temático onde podem ser vistas 30 motos Harley raras. Mesmo que você não seja muito ligado em motos, como eu, o local vale a visita, pois a decoração e a iluminação são cinematográficas.

harley gramado

10. Levar salames, queijos, vinhos e chocolates como souvenir

Os artesanatos são lindos, mas o que sempre acabo levando pra casa são os engordantes. O chocolate é sem dúvida o souvenir mais procurado pelos turistas e o mais fácil de achar. Quem busca produtos coloniais, no Vinhos e Queijos do Sul, ao lado da Catedral de Canela, vai encontrar deliciosas opções. A casa Da Fazenda, na chegada de Canela, também tem produtos excelentes e bastante variedade.

produtos coloniais serra

Estão curtindo das dicas? Me contem quais dessas vocês já fizeram, se recomendam ou não. Sexta-feira tem mais 10!!

Beijo!

Escrito por Natali

10 Coisas para fazer em Gramado/Canela (RS)

Vai chegando o inverno, e com ele aquela vontade de dar um pulinho na Serra, a Europa dos gaúchos, para passear no centrinho de Gramado, comer um fondue, comprar chocolate e ver quais são as novidades – sempre me impressiono com a quantidade de atrações novas.

Então pensei em escrever um post de 10 sugestões do que fazer em Gramado e Canela, mas logo vi que era pouco para tudo o que essas duas cidadezinhas oferecem, e resolvi escrever logo 3 posts:

  • 10 Coisas para Fazer em Gramado/Canela (segunda)
  • Mais 10 Coisas para Fazer em Gramado/Canela (quarta)
  • Outras 10 Coisas para Fazer em Gramado/Canela (sexta)

Não vão faltar sugestões! Para os leitores que não são do sul e pretendem vir conhecer, anotem aí! Para quem é daqui e não sobe a serra faz tempo, dá uma olhada em quanta novidade te espera!

Se for um frequentador apaixonado, mande sua sugestão do que gosta de fazer em Gramado/Canela, para podermos continuar a série. 😉

1. Abrir os vidros e encher os olhos na Rota Romântica

Os caminhos que levam a Gramado são sempre lindos. Na primavera será impossível não reparar nas hortênsias, no outono são os plátanos que dão o show, enchendo a beira da estrada de folhas secas. Apenas abra os vidros e respire.

rota romantica

2. Aventurar-se no Alpen Park

O Alpen Park fica em Canela e é recheado de aventuras, como tirolesa, trenó na montanha, arvorismo e cinema 4D. A entrada no parque é gratuita, você paga pelas atividades que for fazer e pelo estacionamento.

mapa alpen park

3. Tomar um chocolate-quente

Esta perdição está por todos os lados, e é a mais deliciosa maneira de se aquecer nos dias frios.

Este café fica dentro do Reino do Chocolate, o castelo da Caracol. Lá está meu chocolate quente favorito, mega cremoso. Mas essa tentação pode ser saboreada em muitos outros pontos de Gramado e Canela, como na rua coberta ou na frente da igreja de pedra. 😉

4. Caminhar nos centrinhos de Gramado e Canela

Os centrinhos são recheados de cafés, lojinhas de artesanato e restaurantes. A praça Major Nicoletti em Gramado sempre merece uma voltinha. Quem vai pela primeira vez, consulte na previsão do tempo qual será o dia mais frio da sua estada e aproveite para tirar uma foto em um dos termômetros característicos de Gramado.

gramado e canela

Termômetros de Gramado e decoração de guarda-chuvas em Canela.

É terminantemente proibido não dar uma passada em Canela, que é especialmente decorada na páscoa, no inverno e no natal.

decoracao gramado canela

construcoes gramado

Sempre tem novidade em Gramado. Essa construção de janelas tortas e relógios malucos que giram enlouquecidamente, por exemplo, parece ter saído do país das maravilhas da Alice.

5. Sentir o geladinho da Cascata do Caracol

No Parque do Caracol, em Canela, descer 934 degraus te permite sentir o geladinho da cascata no rosto. Lá no parque existem vários mirantes, mas apreciar a cascata na base, no final da chamada “escada da perna bamba” é, literalmente, de tirar o fôlego!

dsc_0638

6. Tirar foto com a Amy e com o Chaplin

Se você vier em agosto, durante o Festival de Cinema, provavelmente encontrará algum famoso, mas para garantir a foto, mais fácil ir direto no Museu de Cera, lá as celebridades certamente terão tempo para você tirar quantas fotos quiser. Só não dão autógrafo. 😉

museu de cera gramado

7. Encantar-se no Espetáculo Korvatunturi

Inspirado em uma lenda Finlandesa, esse espetáculo mistura teatro, dança, técnicas circenses e cenários virtuais. E o melhor é que pode ser visto o ano todo em Gramado. Valores, programação, sinopse e localização você encontra no site do Korvatunturi.

korvantunturi

8. Conhecer o Zoo de Gramado

Geralmente não sou muito fã de zoológicos, mas o GramadoZoo merece respeito.Foram enquadrados na categoria A do Ibama, portanto lá rola muita pesquisa e educação ambiental. O zoo é dedicado apenas aos animais que pertencem à fauna brasileira. A maior parte dos bichinhos chega lá devido a apreensões do tráfico ilegal de animais, inclusive espécies em extinção. Evidentemente não foram retirados do seu habitat, e provavelmente não sobreviveriam se para lá voltassem, pois muitos já nasceram em cativeiro. No GramadoZoo não há grades e jaulas, o que separa você dos gatinhos gordos também chamados de onça são apenas vidros blindados, então se ele estiver a fim pode chegar bem pertinho para uma selfie. Atrás dos vidros, enormes áreas reproduzem o habitat natural do animal. Na parte das aves, entramos em um grande viveiro onde os animais passeiam soltos. Lá bem-estar animal e conservação ambiental não são só expressões bonitas.

gramado zoo

9. Fazer selfie nos mirantes

25

Mirante no Parque da Ferradura – Canela/RS

30

Para mim os mirantes mais bonitos estão no Parque da Ferradura, em Canela. Além disso, com um pouco de sorte, lá você pode encontrar macaco-prego, gambá, graxaim e especialmente o quati.

parque da ferradura

Pela análise do meu cabelo, essa foto deve ter uns 8 anos. Nesse dia cheguei bem na hora do almoço dos queridos quatis. ❤

10. Apreciar as delícias das cantinas e galeterias

Nunca comi mal em Gramado. Claro que paga-se bem, mas em relação à qualidade, desafio os leitores a me apontarem um restaurante ruim por lá. Indico especialmente a Cantina Pastasciutta e a Casa di Paolo. Para acompanhar, vinho ou suco de uva da região. 😉

cantina gramado

galeto

Marido faceiro rapando os pratos na Di Paolo.

E então, quais dessas vocês já fizeram? Quarta tem mais 10!!

Beijo!

Escrito por Natali

Lua de Mel em Punta Cana

Oi meninas!

Acabamos a reforma, passou o casamento, voltei da lua de mel e agora prometo atualizar o blog contando tudo em detalhes!!

Hoje vim falar de Punta Cana, o destino escolhido para a lua de mel. Punta Cana tem algumas das praias mais bonitas do mundo, e em 1969 começou a desenvolver-se com a construção dos primeiros Resorts. O complexo de 30 hotéis (todinhos all-inclusive) que circundam aquele mar turquesa é fantástico, com construções faraônicas, funcionários super divertidos e muito conforto.

timthumb (1) timthumb

Não fosse os passeios que me afastaram por algumas horas do hotel, eu teria que ter comprado assento duplo na volta, porque as opções gastronômicas são inúmeras, 24 horas por dia. Eu e o noivo recuperamos todos os quilinhos que havíamos perdido nas semanas de correria pré-casamento e ganhamos mais alguns. collage

Cada hotel tem sua extensão de praia praticamente particular, mas é possível caminhar pela beira conhecendo as demais. Ao fazer o check-in recebemos uma pulseira que identifica nosso complexo de hotéis. No hotel que ficamos haviam uns 6 restaurantes, mas podíamos entrar em qualquer um dos restaurantes dos outros 4 hotéis da rede. É muita opção!

Quem busca descanso não precisa se preocupar em programar nenhum passeio fora do complexo, porque a praia ali é espetacular e o hotel oferece várias atividades ao longo do dia, além de festas e shows a noite.punta cana (2) punta cana (6) punta cana (9) punta cana (26)

Mas quem gosta de explorar outras paisagens dispõe de muitas opções de passeios. O mais comentado é o da Isla Saona. A ilha é paradisíaca, água rasa, cristalina, paradinha, areias brancas e muitos coqueiros, exatamente como eu imaginava que seria uma ilha deserta perfeita. O único detalhe é que ela não é deserta. Não há moradores nem hotéis, mas centenas de pessoas visitam a ilha diariamente. punta cana (38) punta cana (27) amore

A ida para a ilha é de Catamarã, com bebidas liberadas. A volta é de lancha rápida, com parada em uma piscina natural pertinho de um banco de estrelas do mar.

Investimento: 84 verdinhas por pessoa. Passeio de dia inteiro. A van pega no hotel às 7:30 e larga às 18:30. Almoço na ilha e bebidas incluídas. isla saona

Outro passeio imperdível é para o Hoyo Azul, uma piscina natural absolutamente transparente protegida por uma cobertura rochosa, como uma meia caverna. A água parece rasa, mas apenas em uma curta extensão. As pedras que parecem estar a 1 metro de profundidade na verdade estão a 2, 3 ou até 9 metros. Dizem os locais que 1 hora dentro do Hoyo rejuvenesce 5 anos! 😀

Investimento: 49 verdinhas por pessoa. punta cana (13)

Os baladeiros não podem de forma alguma perder o Coco Bongo, que intercala balada e espetáculo e é uma das melhores festas do mundo, uma superprodução que garante deixar a noite de Vegas envergonhada. Como nunca fui a Vegas, não posso garantir, mas o Coco Bongo é realmente fantástico. O Máskara, Michael Jackson, Madonna, o Fantasma da Ópera, Queen e outros atrações animam uma grande festa com drinks liberados. coco_bongo

O espetáculo começa às 23h e vai até as 3h30min. Quando comprei os ingressos fiquei um pouco preocupada, porque as vans que fazem o transfer do hotel só voltam quando a festa termina. E se eu quisesse voltar antes? Não, não tem como cansar antes, e até em cima do bar eu dancei. É contagiante, a impressão é que todo mundo faz parte do show.

Investimento: 50 verdinhas para elas e 70 para eles. Bebidas incríveis liberadas, até na fila de entrada. A van pega no hotel às 22:50 e volta às 4h. Achei o preço ok, porque tem baladinha-inha por aí que eu sei que se gasta isso com open-bar e não vem com espetáculo tipo broadway junto. coco bongo

O custo de passar alguns dias no paraíso é semelhante ao de ficar no nordeste, só que com o mar do caribe na beira da porta e a comodidade do all-inclusive. Lá não existe a possibilidade de não curtir o restaurante, porque se você não gostar do prato a la carte do restaurente italiano, pode ir pra pizzaria, ou pro restaurante buffet que tem tantas ilhas que fica até difícil escolher o que comer. E se chegar da balada na madrugada, pode pedir alguma coisa no quarto ou comer um lanche no bar 24 horas, tudo incluso! O preço compensa porque lá é tudo em grande escala. Cada complexo de hotéis é uma cidade, com centenas de garçons, camareiras, animadores…

Gravei uns minutinhos do que vivi por lá e montei um vídeo bem amador (assistam em HD para ficar menos pior):

Quem estiver pensando em ir pra Punta Cana e tiver alguma dúvida, ou quiser compartilhar experiências, escreve aí!!

Beijos!

Blog Na

Comprinhas de Rendeira: Rivera

Oi meninas! Tudo bem?

No feriado da páscoa eu fiz, com o meu namorado e mais uns amigos, uma viagem para Rivera no Uruguai. Para quem não sabe, lá tem milhares de free shop com produtos internacionais que não achamos por aqui. E o melhor, alguns produtos tem o preço bem camarada.

Como eu disse, em Rivera tem muitas lojas enormes, com mil e uma opções de produtos, mas nessa cidade a grande atração é o Shopping da Sineriz que não fica bem no centro, mas é enorme e é muito mais completo que as outras lojas do centro. Tirei algumas fotinhos para mostrar para vocês, mas a qualidade não ficou das melhores porque é proibido fotografar dentro da loja.

IMG_1161_Fotor_Collage

Parte exterior do shopping Siñeriz em Rivera

 

Interior da loja

Interior da loja

Interior da loja

Interior da loja

Vocês podem ver que o shopping é enorme, e tem tudo, sim TUDO o que vocês possam imaginar. E claro que eu quase enlouqueci dentro da loja. São infinitas opções de produtos, roupas, acessórios, comidas, eletrodomésticos e eletrônicos. Amei a loja e super indico para quem for a Rivera, para mais informações o site da Sineriz está aqui. 🙂

Agora, vou mostrar resumidamente minhas comprinhas, tudo bem “por cima” porque depois terão posts mais específicos dos produtinhos. Ahh, não se assustem com a quantidade de coisa que comprei, tentei ser o mais controlada possível, mas não foi nem um pouco fácil. 😛

Comprinhas

Comprinhas

 

Na parte de cima da foto são as minhas compras, basicamente comprei de tudo um pouco, desde baby liss, pringles, esmaltes, maquiagens até presente para minha filha (Giórgia que breve mostrarei aqui no blog) que fez um aninho no dia 24/04.   E na parte de baixo são todas as compras, incluindo as do meu namorado, será que perdemos o controle? hahaha 😛

Nessa viagem notamos que, como o dólar está mais caro, não estava super mega valendo a pena os preços de lá, principalmente se as compras forem feitas no cartão de crédito, pois além dos impostos, as compras são a vista, não pode parcelar 😦

Minha dica para quem quer viajar para a fronteira para fazer compras é economizar antes e levar dinheiro mesmo, pois dai você não paga imposto e não leva aquele susto quando a fatura do cartão de crédito chegar. 😀

Outra dica super legal é fazer as compras com tempo. Na nossa viagem, chegamos em Rivera no sábado de tarde e demos uma olhada geral nos Free Shops e não compramos nada. Só no segundo dia que fizemos as compras. A parte boa é selecionar e escolher bem o que você quer, sem contar que tem uma noite de sono bem boa para pensar e decidir o que você vai comprar. 🙂

Nós ficamos hospedados em um hotel super charmoso, bem confortável e relativamente perto dos free shop. Nós fomos muito bem recebidos e atendidos no hotel. O café da manhã foi o ponto mais forte de tudo, gordinha hahahaha, bem variado e cheio de comidinhas gostosas. Para quem ficou interessado pode acessar o site do hotel aqui. 🙂

Espero que tenham gostado das dicas! 😀

Um big beijo!

Blog Catha